28 outubro 2008

Poema: Corpos Gelados


Dois mundos - imundos
Cifrados
Bolsos rotos / rasgados
Tostão furado
- Nenhum
Dois mundos – desnudos
Dois corpos pelados
Gelados
E os corações embolorados na gaveta

Poema de Suka Inglez, em 24.10.2004

2 comentários:

Dani - Verde Novo disse...

Lindo poema... poetiza!
Os artistas são mesmo assim... diferentes!
Incompreensíveis...
Tem outra luz e vêem o mundo com outros olhos...

RUBENS GUILHERME PESENTI disse...

oi, suzana... vim aqui retribuir a visita. vou voltar pra olhar com mais calma.
interessante, moramos razoavelmente pertos... moro em caieiras.
abraço.