26 maio 2010

Já passou.



OK. As férias não foram tão longas assim. Aliás, foram bem curtas. E vou mais longe, foram um desastre, porque quando eu me programo para férias no litoral, o que espero é no mínimo dias de sol e poder retornar ao trabalho com uma cor mais saudável, uma face mais corada. E choveram todos os dias! Meu amigo disse entre risos que pobre é uma merda, sai de férias uma vez por ano e quando sai chove. Tenho que admitir, mesmo a contragosto, que ele tem razão, porque o diretor da Área que tirou férias no mesmo período, voltou bronzeadérrimo.

Well...Sobrevivi. Nunca tive tanto tempo dedicado a leitura, nem dormi tanto quanto nessas férias, sozinha, em um chalé a beira mar. Voto de silêncio forçado, retiro espiritual. Aff!

2 comentários:

Paula disse...

concordo, a pobreza realmente é. Vc devia ter ido para Comandatuba ou Fernando de Noronha. Fazer o quê?? Bem vinda, estava com saudades!
bsj!

Paula disse...

Eu de novo...Tem selinho para vc no Quintal, te espero!